Gallery

Crítica à imprensa brasileira

Por: Vinícius Lopes - Tecnologia em Geral

  Nessa semana vimos o caso da família de PMs morta na grande São Paulo, um caso que chocou o Brasil, imediatamente as emissoras de televisão cobriu o caso, principalmente a Rede Record que dedicou toda a sua programação para noticiar o acontecido.
Sátira as notícias sensacionalistas, fonte: Matei pq joguei

  No desenrolar do caso a polícia paulistana colocou como principal suspeito o adolescente filho do casal, Marcelo Pesseguini de 13 anos, imediatamente a Rede Record colocou um culpado pela atitude do garoto, o jogo "Assassin's Creed" da Ubisoft, como todos os gamers sabe, a Rede Record é contra os jogos eletrônicos e sempre que tem oportunidade mostra matérias sobre violências e games.

Mas uma emissora que tem em seu slogan: "Jornalismo Verdade" não é bem assim que acontece, antes do acontecido a Record SP dedicava quase o tempo inteiro do programa "Cidade Alerta" para brincadeiras do apresentador Marcelo Resende e seu repórter Luiz Bacci. Essa é a mesma emissora que na Paraíba exibiu uma cena de estupro na hora do almoço e o pior sem nenhuma cena cortada ou censurada, uma emissora que só quer pontos em audiência.
Fonte da imagem: RD1
   Em contrapartida temos a Rede Globo que detém o monopólio da comunicações em nosso país, também diz que a culpa de tudo foi do jogo, mas não diz que suas novelas só mostram duas coisas: Sexo e violência, como as conhecidas novelas das 9, como a novela "Salve Jorge" que abusava de cenas com violências, a mesma coisa acontece na Record que teve novelas bem sangrentas como "Poder Paralelo" e "Máscaras" que teve cenas de violências aumentadas por causa da baixa audiência da mesma. 
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário