Gallery

Google não esta satisfeito com as atitudes da Samsung

Por: Vinícius Lopes - Tecnologia em Geral



  Não é de hoje que a Google está incomodada com as atitudes da Samsung, em 2013 o Google proibiu a Samsung de usar sua nova interface no Android que privilegiava seus apps e não os do Google, no lançamento do Galaxy S4 e também S5 em nenhum momento a Samsung falava sobre a versão do Android embarcada somente seus aplicativos, no lançamento do S3 em 2012 foi diferente, o Android era o destaque.

  Mas vamos falar da atualidade, e agora a bola da vez foi o Android Wear, como eu disse aqui no blog a Samsung não iria lançar nenhum modelo com o sistema embarcado, mas momentos antes do evento Google I/O 2014 a Sasmsung anunciou o Galaxy Live com o Wear instalado. Para a Google a Samsung só lançou esse smartwatch  para estar presente no evento de lançamento do LG G Watch e Motorola Moto 360, tanto que o Galaxy Live é um Gear 2 mas com Android ao invés do Tizen

 Larry Page explica seu desconformo com a gigante do hardware Samsung...

  Segundo o CEO do Google, a Samsung está investido muito no Tizen em smartwatch e deixando o Android de lado isso é tão sério que a Google e Samsung fizeram uma reunião com Larry Page e o vice-presidente da Samsung  Jay Y Lee para traçar o destino do Android com a sul-coreana. A Google não quer que a Samsung faça aplicativos próprios que tenha a mesma função do nativo do Android ou do Google, como é o caso da Galaxy Apps e Play Store ou a Play Games e Samsung Game Hub.

  E parece que  Sundar Pichai chefe do Android também está insatisfeito, tanto que ele declarou na CES 2014 que poderia romper com a Samsung a qualquer momento.

Informações: TheVerge

 Minha Opinião

Acredito que a Google e Samsung continuarão a parceria por muito tempo, uma não vive sem a outra nesse momento, a Samsung tem muita força, tanto que muitas pessoas acham que o Android pertence a Samsung. Mesmo não lançando bons aparelhos ultimamente a Samsung consegue um ótimo índice de vendas com os poderosos Galaxy S5 e a família Note.

Mas se a Samsung perder o monopólio de vendas do Android, tem outras para substituir sem problemas como a Sony e LG.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário