Gallery

Escritório de advocacia reduz custos e amplia produtividade com Comunicações Unificadas da Cisco

Por: Diego Macedo - Press Porter Novelli

Projeto elaborado e implementado pela 2S integrou cinco escritórios da Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados com ferramentas de telefonia IP e videoconferência; expectativa é registrar economia de 30% com custos de telefonia

 O escritório Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados reduziu custos de telefonia e ampliou sua produtividade com a solução de Comunicações Unificadas da Cisco, implementada pela 2S, integradora parceira da fabricante. O escritório de advocacia integrou suas cinco unidades com ferramentas de telefonia IP, videoconferência, segurança e recursos de telepresença da Cisco, além de toda a infraestrutura necessária para a adoção de BYOD (bring your own device – “traga seu próprio dispositivo”). A expectativa é registrar uma economia de até 30% apenas com chamadas interurbanas.

Em 2013, uma reforma na unidade carioca levou a equipe de tecnologia do escritório a estudar soluções integradas de rede, de forma a atender às demandas de redução de custos com telefonia e aumento de produtividade apresentadas pela diretoria geral.

Os novos projetos de infraestrutura de TIC (tecnologia da informação e comunicações) tinham como premissa entregar maior conforto para usuários internos e externos, independentemente de estarem ou não em suas bases de atendimento e produção. Para isso, pequenos projetos que corriam em paralelo foram integrados à proposta de revisão da rede cabeada e instalação de Wi-Fi, de forma a suportar um novo sistema de comunicações unificadas, com dados, voz e videoconferência em todas as unidades.

“A solução partiu dessa demanda de mudança do escritório, mas já sentíamos a necessidade de atualização do sistema de telefonia e a reforma na unidade do Rio de Janeiro foi uma oportunidade para revermos toda a infraestrutura. Avaliamos que seria mais eficiente a contratação de uma solução única e integrada e optamos pela Cisco”, afirma o advogado Roberto Lima, sócio do escritório.           

Por atingir praticamente todas as camadas de infraestrutura, o projeto foi iniciado pela revisão da rede cabeada com switches gerenciáveis, a instalação de Access Points e do recurso de gerenciamento do Wi-Fi. “Na sequência, trabalhamos a instalação do firewall integrando os escritórios e, em paralelo, a implementação do ambiente de telefonia IP”, diz Rafael Alves, gerente de TI do escritório, relatando a integração das salas de videoconferência.

Foram instalados 400 terminais de telefonia IP com videoconferência e software de comunicação Jabber para todos os colaboradores, em desktops e smartphones. Como os escritórios estão separados fisicamente, as ferramentas aumentaram a produtividade e reduziram custos com deslocamentos e telefonia, já que mesmo as ligações interurbanas passaram a ser roteadas pelo sistema e computadas como locais.

“Uma das principais contribuições da tecnologia no dia-a-dia corporativo é seu potencial para otimizar recursos e aumentar a produtividade das companhias. Com a solução da Cisco de Comunicações Unificadas é possível produzir mais com menos, proporcionando agilidade aos processos e maior confiabilidade à transmissão de dados, além de segurança ao acesso”, afirma Ana Claudia Plihal, Diretora Comercial da Cisco.  

Implementação e BYOD

A última etapa do projeto foi a inclusão do Cisco WebEx, para conferências virtuais, e do ISE (Identity Services Engine), plataforma da Cisco para segmentação das redes wireless e cabeada, proporcionando segurança e conforto para clientes internos e externos do Souza, Cescon, Barrieu & Flesch Advogados. Toda a rede foi segmentada a partir de políticas de acesso gerenciadas pelo ISE, de forma que dispositivos sem cadastro, ao acessarem a rede, sejam automaticamente direcionados para acesso exclusivo à internet.

“A principal característica desse projeto foi realizarmos o cruzamento de tecnologias e soluções da Cisco. Começou com uma demanda de rede cabeada, evoluiu para wireless e firewall, tornando-se um projeto de TI que mexeu com toda a empresa”, explica João Paulo Wolf, diretor de alianças da 2S.

Outra curiosidade do projeto, segundo o executivo da integradora, foi o fato de envolver todas as áreas de soluções Cisco, incluindo os servidores UCS utilizados na instalação dos sistemas de colaboração e Webex. Wolf também antecipa que em 2015 acontecerá a segunda fase do projeto, quando o data center será atualizado com servidores UCS.

Hoje, o escritório de advocacia possui na mesma infraestrutura um canal de rede para atender aos escritórios e outro totalmente disponível para convidados. A segmentação das redes Wi-Fi e cabeadas são essenciais para a adoção do BYOD, tendência na qual os colaboradores podem utilizar seus próprios dispositivos para acessar a rede corporativa, o que requer padrões complexos de segurança.

Além da eficiência operacional com o novo projeto, o escritório também espera obter o retorno sobre investimento (ROI) no prazo de desembolso. “Optamos por leasing de três anos e a ideia é que o ROI ocorra neste período”, afirma o advogado.


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário